Por que Deus permite as provações?

Texto:  Dt 8:1-5

Estamos recomeçando as reuniões das células. Você que fará a edificação aproveite este recomeço de ano para fazer certo e corrigir erros ou hábitos ruins na edificação. Fale pouco, não desvie e nem deixe desviar do assunto, tente cortar o falante e não estique mais do que 45 minutos.

A história deste texto aconteceu poucos dias da entrada na terra prometida e da morte de Moises. O povo passaria por uma grande transição ao entrar na terra prometida. Moises os convoca para uma grande assembleia e fala da parte de Deus ao povo. No texto deste domingo Deus os convida a lembrarem das provações. Por mais estranho que pareça para nós, que estamos sempre acostumados a dizer que as coisas ruins queremos esquecer, Deus diz que e’ útil e proveitosos lembrar (vs 2). A ênfase desta noite e’ entender que quando lembramos das provações que passamos podemos entender por que ou para que Deus permitiu que passássemos por elas.

Vamos compreender melhor o texto, por isso comece lendo o texto, explique rapidamente a história do deserto, a chegada `as portas da terra prometida, ou seja o contexto do texto, depois vá diretamente para as perguntas.

  • Ao pedir ao povo que se lembrassem das provações difíceis que passaram no deserto Ele mesmo da’ 3 razões pelas quais ele explica o “por que” ou a finalidade das provações. Quais foram essas e finalidades ou motivos? (Veja vs 2, 3 e 4. )
  • Em sua opinião qual era a importância de deste exercício proposto por Deus de lembrar das provações do deserto e dos milagres e provisões recebidas?
  • Você pode lembrar agora e compartilhar com a célula uma provação em sua vida que, depois de ter passado, você consegue encaixar em uma das 3 razões que Deus teria em mente ao permitir que você passasse por ela?

Termine orando para que o Senhor nos ajude a aprender todas as lições ao passarmos por provações.

 

Antes de terminar a reunião…………

Não se esqueça do 4ºE, o Evangelismo.    Este empo final da reunião que deve usar de 10 a 15 minutos apenas e’ para orarmos pelo nosso oikos, ou seja, nossos amigos e familiares que fazem parte de nossa lista de oração por conversão. Peça para que cada um mencione especificamente o nome de 1 pessoa que seja alvo de evangelismo neste ano. Orem pelos nomes mencionados e lembrem destas pessoas nas próximas reuniões.